Recém Nascidos

Os primeiros dias de meu bebê em casa

Cuidado

 

Após o parto, as mães e os pais aprenderão, aos poucos, a conhecer seu filho. E, embora todos os bebês sejam diferentes entre si, os recém-nascidos compartilham muitas características que seria apropriado que conheçam com antecedência.

Mudança de caráter

Em sua estada na maternidade, seu bebê estará tranquilo. Por isso, é possível que estranhe que, ao chegar a casa, ele se torne um pouco mais irritável. Não se angustie. Trata-se de um processo normal.

Ainda que influa o fato de ter que aprender a "viver" sem estar ligado à mãe, esta mudança se deve sobretudo a que seus requerimentos alimentares aumentaram, pois durante os primeiros dias, o líquido amniótico ainda está dentro do tubo digestivo e via respiratória da criança. Uma vez que este seja eliminado ou absorvido, o bebê solicitará maior quantidade de leite para a mãe.

Sono do bebê

Durante as primeiras semanas de vida, seu bebê dormirá a maior parte do tempo, inclusive até 10 horas durante o dia. Esta rotina envolve a possibilidade de que o bebê tenha um sono mais interrompido durante a noite e que ele acorde para se alimentar. Este processo irá se regularizando depois dos três meses.

Comunicação e choro

Conforme os especialistas, uma criança que tem satisfeitas todas suas necessidades, tais como alimentação, agasalho, limpeza e saúde, só deveria chorar para se comunicar com os pais. Esta forma de expressão através do choro permite ao bebê "falar" quando tiver fome, frio, calor, desconforto ou alguma dor.

Estados de consciência

Durante o dia e a noite, haverá poucos momentos de vigília. Nesses instantes, quando estiver acordado e tranquilo, você poderá realizar ações que aprofundem o apego entre a mãe e o filho com mecanismos sensoriais: tato, visão, audição, gosto e olfato.

Enquanto durma será fundamental, para não perturbá-lo, que aqueles que estão por perto procurem um ambiente calmo. Os seguintes são os estados de sono e vigília que seu bebê poderia apresentar:

  • Sono profundo: bebê quieto, com respirações mais profundas, escassa atividade motora.
  • Sono REM: guarda relação com o momento em que o bebê "sonha". É comum perceber algumas queixas, gestos, movimentos e sorrisos, que muitas vezes são interpretados como transtornos do sono.
  • Adormecimento: Abrindo os olhos, piscadas de olhos frequentes e escassa atividade motora. Respiração superficial e mais rápida.
  • Vigília tranquila: bebê quieto, mas com olhos abertos e ativos.
  • Vigília ativa: bebê ativo, com gestos faciais e movimentos corporais. Choros curtos e intermitentes.